Nutrição Infantil

A lancheira saudável: é possível!

 

Com o inicio das aulas, inicia-se também a hora de cuidar da alimentação das crianças também nessa hora tão esperada por eles, a hora do lanche. As mamães precisam  de muita criatividade para montar uma lancheira variada para seus filhos. No entanto, isso pode ser um desafio com o dia a dia corrido e a dificuldade que algumas crianças têm para consumir determinados alimentos.

 

Para ajudar, preparamos algumas sugestões e dicas para tornar a tarefa de montar uma lancheira saudável para as crianças muito mais fácil.

 

Independente do horário das aulas dos pequenos, é importante incluir um produto de cada de grupo alimentar na lancheira: uma fonte láctea ou de proteína, uma fruta ou legume e um carboidrato.

 

O que não pode faltar:

Frutas: opte pelas frutas da estação, que são mais fáceis de achar e mais baratos também. Para facilitar, prefira os vegetais que podem ser consumidos com casca ou os que são fáceis de descascar. Eles vão deixar o lanche das crianças bem colorido e saudável!

Bebidas: colocar uma garrafinha de água dentro da lancheira dos pequenos pode ser uma boa idéia para ajudá-los a desenvolver o hábito de tomar bastante água durante o dia. Para a hora do lanche, você pode variar entre os sucos naturais e a água de coco.

Proteínas e lácteos: abuse dos queijos e laticínios. Existem várias opções práticas, saudáveis e deliciosas com estes derivados, como o requeijão, o iogurte, o creme de ricota, o cream cheese e os próprios diferentes tipos de queijo, que podem servir de recheio para sanduichinhos.

Carboidrato: pães, bolos e biscoitos entram nessa classe tão importante. Dê preferência para as opções integrais e evite as bolachas recheadas!

O que evitar na lancheira:

 

- Não coloque fatias de tomate nos sanduíches, pois eles umedecem demais o pão;

- Em vez de pôr apenas presunto, opte pelo peito de peru, que ainda por cima tem menos gordura;

- Se seu filho estuda de manhã, mas o lanche que você preparou é para o período da tarde, não mande leite (quente ou frio) ou iogurte de jeito nenhum, esses alimentos necessitam de refrigeração.

Os lanches podem ser feitos um dia antes, à noite. Se for mandar um pedaço do bolo, deixe cortadinho também. Guarde ambos em potinhos de plástico na geladeira. Os sucos naturais devem ser preparados no dia. Se for mandar uma fruta, higienize no dia também.

 

Misto quente, por exemplo, não deve ser enviado na lancheira, o pão amolece demais e o queijo, se não for bem acondicionado, pode estragar. Ovo cozido, nem pensar, porque é um alimento muito sensível. Você pode mandar o chocolate ou o leite quente, desde que estejam em uma térmica. O problema é que podem não estar tão quentinhos na hora do intervalo do seu filho.

 

Não mande salgadinhos ou doces para a escola, se seu filho insistir muito, coloque um pedaço de bolo, de preferência, sem recheio ou cobertura. Deixe os doces e salgadinhos eventuais fins de semana.

 

É importante conversar com o professor, para saber se o seu filho esta consumindo o lanche que você mandou para a escola, poderá solicitar também para ele mandar o lanche que sobrou de volta ou então pedir para ele anotar na agenda da criança quanto e o que ela comeu. É importante que ele coma porque se ficar mais de quatro horas sem se alimentar, pode ter uma queda de glicose no sangue, o que causa dores de cabeça, mal-estar e até desmaio. Ficar sem comer também atrapalha o aprendizado.

 

O melhor modelo de lancheiras, são as térmicas, porque conservam melhor os alimentos e, assim, permitem que você mande uma variedade maior de lanches. Veja se ela tem espaço para dois potes e para uma garrafa térmica.

 

Numa emergência, se você descobriu que a geladeira está vazia, a melhor saída é passar em um mercado antes de deixar seu filho na escola. Compre uma barrinha de cereal, um suco de soja de caixinha e um pacote com minibolo pronto.

 

Os hábitos saudáveis são formados desde o nascimento e evoluem ao longo de toda vida, essa época escolar é extremamente importante, pois é nela que seu filho terá contato com outras crianças, com outros hábitos, e o que você ensinou para ele em casa, se solidificará no meio social que está sendo inserido.